Portal da Prefeitura de Campo Largo.

Prefeitura e Cohapar aceleram em Habitação

As Secretarias Municipais de Assistência e Defesa Social, Desenvolvimento Urbano, Meio Ambiente e Habitação e Viação e Obras já iniciaram os trabalhos

Publicada em: 25/01/2017 às 10:49

As Secretarias Municipais de Assistência e Defesa Social, Desenvolvimento Urbano, Meio Ambiente e Habitação e Viação e Obras já iniciaram os trabalhos para sanar as dificuldades dos moradores de áreas de risco.

 

As atividades para desenvolver a área de habitação na cidade não param. Na última sexta-feira (20), Marcelo Puppi, junto ao Vice, Maurício Rivabem, Secretários Municipais, Procurador de Campo Largo, Marcio Brunetta, reuniu- se com o corpo técnico da Cohapar, pela terceira vez neste mês, para ajustar a parceria entre a cidade e a companhia na construção de novas unidades residenciais aos moradores que se encontram em áreas de risco e vulnerabilidade. Estiveram presentes na reunião o Diretor de Obras da Cia., Roberto Erzinger, a Técnica Administrativa, Maria Elisei de Lima Moro, o Engenheiro Adão Luiz Hofstaetter e o Assessor Técnico, Sinei Oliveira.

 

O Secretário Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente, Eduardo Fernandes, destacou situações nos bairros de maior demanda – Jardim Razera, Jardim Santa Luzia, Jardim Social e Loteamento em frente à PR 423 - que constantemente sofrem com alagamentos, ressaltando que já interveio para que os serviços sejam prestados o mais breve possível. Fernandes ficou responsável pelo acompanhamento de todo o processo.

 

A solução engendrada pelos técnicos da prefeitura e da companhia foi, primeiramente, mapear cada área de risco, realizar visita In loco e pontuar essas localidades, mantendo-as atualizadas para desenvolver um planejamento habitacional consistente, em força de lei, regularizando lotes pendentes e realocando os cidadãos em risco a novas moradias.

 

Marcelo Puppi e técnicos marcaram um próximo diálogo para início de fevereiro onde os agentes responsáveis irão apresentar números desse planejamento, junto ao diretor da Cia., Nelson Justus, segundo agenda já preestabelecida. “Precisamos ter velocidade para resolver as questões dos menos favorecidos. Campo Largo precisa ser olhado de ‘ponta a ponta’ para conhecermos de perto a realidade de nosso povo e, assim, sanar os problemas básicos como infraestrutura, saúde, educação, prevenindo tragédias e infortúnios no caso de catástrofes naturais”, concluiu o prefeito.

Notícias na mesma categoria

Prefeitura estuda terreno para possível instalação de nova companhia da PM na cidade
Desenvolvimento Urbano convoca representantes para Fundo de Habitação
Projeto do Parque Passaúna é apresentado para aprovação
Prefeitura faz fiscalização sobre ambulantes
Centro de Convivência Durval Weber recebe atividades de promoção da saúde