Portal da Prefeitura de Campo Largo.

Campo Largo contempla programa inédito de saúde – “Medicamento Em Casa”

Ação integrada entre Governo e Secretaria Municipal de Saúde leva medicamento à residência de pacientes acamados por diabetes ou hipertensão.

Publicada em: 10/04/2017 às 16:55

Hoje (10), a cidade recebeu um importante programa de saúde integrado – é o Programa “Medicamento Em Casa” que, através dos serviços da Secretaria Municipal de Saúde e do trabalho das agentes comunitárias de saúde, levará até a residência de todo paciente de rede SUS acamado, mesmo sob a atenção de cuidadores, o medicamento prescrito à melhora da saúde do mesmo.

A atual gestão trabalha com a humanização dos serviços públicos prestados, investindo em cada colaborador o sentido de saber cuidar e atender com excelência a população campo-larguense. Neste sentido, o prefeito caracteriza o “Medicamento Em Casa” um passo largo e eficiente às ações efetivas e assertivas na área da Saúde Pública.

Na tarde desta segunda-feira, prefeito, vice e Secretária Municipal de Saúde estiveram presentes na primeira entrega dos medicamentos que cabem, inicialmente, aos pacientes diabéticos e hipertensos restritos ao leito – foram dois encontros que emocionaram os gestores. O primeiro, na residência da Sra. Santa Camila de Lara, de 95 anos, e o segundo, na residência da Sra. Maria de Jesus Mazzo Portela, de 59 anos, ambas pacientes da rede e sob os cuidados dos serviços públicos de saúde. O prefeito Marcelo Puppi destacou que este será o primeiro de muitos programas de atenção ao cidadão que ele e seu vice querem desenvolver na cidade, trabalhando a autoestima e a qualidade de vida da população campo-larguense.

Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde são aproximadamente 100 pacientes que receberão seus medicamentos em casa, através das agentes comunitárias de saúde, no período de 6 meses – após, nova consulta e diagnóstico serão realizados à manutenção do programa.

A intenção da Saúde Municipal é ampliar o programa a outras especificidades médicas, garantindo o acesso da população a medicamentos essenciais, com foco no uso racional desses. Além da praticidade, o “Medicamento Em Casa” fiscaliza a estabilidade do paciente e seu quadro clínico é controlado e supervisionado, através de ações preventivas e planejadas acompanhadas pelo médico da Estratégia Saúde da Família, a cada três meses, em seu domicílio.

 

Notícias na mesma categoria

Secretaria de Saúde abre chamamento para COAPES
Prefeitura abre processo seletivo para contratar médicos
Unidade Básica de Saúde da Rondinha recebe melhorias no setor de Odontologia
Vigilância em Saúde realiza visitas para conter doenças como Dengue e Zika Vírus
Vacina contra a gripe é realizada nas Unidades de Saúde da cidade