Portal da Prefeitura de Campo Largo.

Procon orienta para a compra de presente do dia das mães

Consumidor precisa definir o quanto se pretende gastar e pesquisar preços, para não comprometer o orçamento.

Publicada em: 11/05/2017 às 17:00

Neste domingo, dia 14, celebramos uma das datas mais importantes para o comércio brasileiro, o Dia das Mães. Nesta data, a procura pelo melhor presente lota lojas e atrai centenas de consumidores, não apenas em estabelecimentos físicos, mas também para ofertas na internet. Para auxiliar o consumidor, o Procon, traz algumas dicas e orientações para evitar surpresas desagradáveis na hora de comprar o presente para o Dia das Mães.

 

 

O primeiro passo é avaliar o perfil da mãe e listar as opções adequadas. Depois, é preciso definir o quanto se pretende gastar e pesquisar preços, tanto à vista como a prazo, e os juros embutidos no caso de parcelamento para não comprometer o orçamento.

 

 

As orientações valem para compras em lojas convencionais e também pela internet e, nos dois casos, é necessário evitar que sejam feitas por impulso. “Se a opção for à internet, atenção à segurança e cuidado com ofertas fantásticas, que apresentam preços muito abaixo do mercado, e fornecedores que não informam todos os dados para contato. Vale pesquisar na própria internet a idoneidade da empresa ou se tem registros de queixas nos órgãos de defesa do consumidor”, explica a coordenadora do Procon Municipal, Dra. Zeila Plath.

 

 

Além de presentear, muitas pessoas celebram o dia com um almoço em restaurantes. Neste caso, faça uma reserva antecipada, já que estes estabelecimentos ficam lotados nesta data, acarretando, muitas vezes, filas longas e aborrecimentos.



Ao escolher o presente é preciso estar atento a alguns aspectos do produto. Peças de vestuário, por exemplo, devem ter etiqueta com dados como tamanho, composição do tecido e instruções de lavagem.



Na compra de roupas e calçados, é preciso se informar sobre a possibilidade de troca em razão de tamanho, cor e modelo, fazendo constar na nota fiscal ou na etiqueta da peça o prazo estipulado, uma vez que o Código de Defesa do Consumidor não obriga a troca do produto em caso de não apresentar defeito.



O telefone celular vem se destacando na escolha do consumidor e é alvo de inúmeras promoções. É importante verificar como será usado e as funções e recursos tecnológicos disponíveis, que aumentam o preço final. Outra dica é avaliar os dados das promoções e das vantagens oferecidas, analisando as diferenças de custo entre pré-pagos e pós-pago.

 

Notícias na mesma categoria

"Praça do Sagrada" recebe melhorias na iluminação
AVISO SOBRE DESLIGAMENTOS PROGRAMADOS
Nariz Solidário promove campanha em apoio ao Maio Amarelo
Prefeitura realiza prestação de contas do 1º quadrimestre
Cocel revitaliza a iluminação pública da Praça da Polônia