Portal da Prefeitura de Campo Largo.

Assistência Social promove ações para o Dia de Combate à Violência Sexual de Crianças e Adolescentes

Data de 18 de maio foi instituída nacionalmente para lembrar crime hediondo cometido contra Araceli C. S. Crespo, que foi violentada e morta aos 8 anos de idade. Seus agressores nunca foram punidos.

Publicada em: 19/05/2017 às 17:01

Na quinta-feira (18), a equipe da Secretaria Municipal de Assistência Social, através de seus equipamentos - Centro da Juventude e CREAS - desenvolveu atividades com a comunidade para eternizar o dia 18 de maio - Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

 

Profissionais do CREAS (Centro de Referência Especializado em Assistência Social) conversaram com os jovens oficineiros e alunos da rede de ensino local, presentes no encontro. A psicóloga atuante há seis anos no CREAS, Fernanda Rivabem Dalagrana, dialogou com os jovens sobre a importância de se falar sobre o tema e de saber como preveni-lo e denunciá-lo.

 

Levantamento do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), feito com base nos dados de 2011 do Sistema de Informações de Agravo de Notificação do Ministério da Saúde - SINAN, mostrou que 70% das vítimas de estupro no Brasil são crianças e adolescentes. Em metade das ocorrências envolvendo menores, há um histórico de estupros anteriores. Além disso, a proporção de ocorrências com mais de um agressor é maior quando a vítima é adolescente e menor quando ela é criança. Cerca de 15% dos estupros registrados no sistema do Ministério da Saúde envolveram dois ou mais agressores.

 

A psicóloga Fernanda R. Dalagrana ressalta que "as consequências, em termos psicológicos, para esses garotos e garotas são devastadoras, uma vez que o processo de formação da autoestima - que se dá exatamente nessa fase - estará comprometido, ocasionando inúmeras vicissitudes nos relacionamentos sociais desses indivíduos."

 

Juventude Integrada

 

Toda a ação realizada pela equipe da Secretaria Municipal de Assistência Social e Administração Municipal objetivou em firmar a importância do assunto à sociedade, no sentido de conscientizar os jovens sobre as formas de se prevenir e combater hediondos crimes que violam os direitos sexuais reservados, entendidos como abuso e/ou exploração do corpo e da sexualidade por meio da força ou outra forma de coerção. No caso de crianças e adolescentes, considera-se também abuso as atividades sexuais impróprias à idade cronológica ou ao seu desenvolvimento físico, psicológico e social. Momentos antes de iniciar o diálogo, os oficineiros de Teatro do Centro da Juventude encenaram uma peça que tratava da realidade das vítimas de abuso sexual e da dificuldade psicológica em estas se posicionarem aptas às afirmações necessárias do cotidiano – profissional e social.

 

O Coordenador do Centro da Juventude Municipal, Fabiano Lapola, explica que a intenção do espaço é trazer aprendizado, conhecimento, fortalecimento de vínculos, inteirando entre a comunidade um lugar de referência juvenil, acessível, aberto e democrático, que possibilita ao seu público-alvo produzir e acessar bens culturais e artísticos, participar de atividades esportivas, tecnológicas e profissionalizantes, desenvolver e participar de ações que favoreçam a formação pessoal, profissional e política.

 

O público-alvo para frequentar o Centro da Juventude são adolescentes de 12 a 18 anos (atendimento prioritário) e jovens de 18 a 29 anos de idade. Atualmente, o espaço conta com, aproximadamente, 290 usuários ativos, que participam das diversas ações disponibilizadas pelo equipamento. Integrando serviços, o dia 18 de maio foi de muita ação em prol da causa e lembrança do Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

 

Notícias na mesma categoria

Pequeno Campolarguense realizará reuniões periódicas com familiares
Nossas Meninas realiza Campanha Contra o Abuso e a Exploração Sexual Infantil
Centro da Juventude constrói políticas públicas efetivas
Alunos do Centro da Juventude adotam e embelezam rotatória do Bom Jesus
Serviço de Convivência Nossas Meninas recebe festa solidária