Portal da Prefeitura de Campo Largo.

Servidores Públicos Municipais podem aprovar 5% de recomposição salarial a partir de 1º de maio

Sindicatos do Servidor Público e do Magistério convocam assembleia para homologação da decisão

Publicada em: 02/04/2018 às 17:28

Atual gestão do Executivo deverá recompor o salário dos servidores públicos municipais em 5%, inclusive para a classe dos professores. As negociações entre a Prefeitura e os Sindicatos serão discutidas na assembleia marcada para esta semana (quarta-feira, 4, às 17h15min), no auditório da sede Administrativa.

O prefeito Marcelo Puppi e o secretário municipal de Finanças, Arthur Petroski, reuniram-se com os sindicatos municipais para solucionar o problema que há muitos anos não entrava na pauta do planejamento financeiro do Executivo.

Votada a recomposição salarial, a mesma será efetivada a partir de 1º de maio do corrente ano, com vistas ao cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal, a qual o município segue "à risca". Exemplo do positivo orçamento planejado e efetivo, foram as certidões negativas adquiridas pela atual gestão, trazendo o município de Campo Largo no topo do ranking entre os demais das regiões vizinhas a estar "em dia" com as contas públicas, respaldadas pelo TCE-PR.

A prefeitura cumpriu as datas previstas e entregou os relatórios SIM-AM (Sistemas de Informações Municipais), atrasados, neste início de ano, que desde 2014 não eram entregues ao TCE-PR.

O prefeito destaca que foram detalhadamente analisadas as condições e os índices aplicados para este 5% a mais, garantindo pagamento em dia (incluso o décimo terceiro), que se aplicará sobre o limite prudencial de 51,30% da receita corrente líquida anual, fixada ao município.

O secretário municipal de Finanças ressalta, inclusive, que a recomposição foi analisada através de diversos estudos acerca da efetiva capacidade financeira do município, sem extrapolar qualquer índice estipulado legalmente. "Respeitamos, acima de tudo, a organização econômica e financeira e a Lei de Responsabilidade Fiscal, além da devida observação e planejamento na aplicação dos recursos públicos para os serviços a nossa população, como sanções de emendas, execução de obras e manutenção e melhoria dos serviços públicos prestados", salienta Petroski.

Os servidores poderão receber a recomposição de 5% a partir de 1º de maio e o prefeito frisou que sua administração fará vigília para recompor os débitos passados às classes, conforme crescente angariação de receitas e tributos municipais, no decorrer de seu mandato.

Notícias na mesma categoria

Começam as obras de pavimentaçãodas principais ruas do Jardim Rivabem
Prefeitura de Campo Largo repudia matéria sensacionalista de jornal local
Deputado Diego Garcia visita Campo Largo com recursos de R$ 100 mil para a Saúde
Prefeitura de Campo Largo restabelece a verdade em caso de morte no Interior
Região do Ferraria recebe atenção especial da Administração Municipal