Portal da Prefeitura de Campo Largo.

Iniciadas as obras do conjunto habitacional com 416 apartamentos

Prefeito destacou a luta de Campo Largo para conquistar esta obra e agradeceu o empenho dos diretores da Cohapar, da Caixa Econômica Federal e dos servidores da Prefeitura, por todo apoio

Publicada em: 25/04/2018 às 15:54

Começaram, nesta quarta-feira (25), as obras de construção do maior conjunto habitacional do Sul do País, na Categoria 1, do Minha Casa Minha Vida, liberado pelo Governo Federal, através da Caixa Econômica Federal, Companhia Paranaense de Habitação - Cohapar e Prefeitura Municipal de Campo Largo.  Os investimentos de 34 milhões de reais (R$ 34.112.000,00) destinam-se a abrigar famílias carentes, já cadastradas pela Cohapar, e que moram em área de risco da cidade, como Vila Tripa e Razera.

O Residencial Campo Largo, um conjunto com 416 unidades (apartamentos), está sendo construído em uma área nobre, no bairro Saad, nas proximidades da BR-277 e Avenida das Torres. O prefeito Marcelo Puppi, em companhia do presidente da Cohapar, Nelson Justus Neto, e do diretor de Obras da construtora Village, Victor Terres, participou de uma solenidade de início das obras, nesta quinta-feira, garantindo que o novo conjunto residencial será inaugurado em um ano e meio.

Sucesso

O presidente da Cohapar, secretário de Estado Nelson Justus Neto, destacou que em seu primeiro ato como presidente da Cohapar, estava muito feliz de ser em Campo Largo. Garantiu que em um ano e meio estará de volta nesse mesmo lugar para inaugurar o conjunto habitacional. “É uma luta de sucesso do prefeito Marcelo Puppi, do ex-presidente da Cohapar, Abelardo Lupion, do deputado estadual Pedro Lupion e do povo de Campo Largo”, disse, destacando, ainda, a parceria da Caixa Econômica Federal para este que é o maior projeto da Faixa I do Sul do País.

Em seu pronunciamento, o prefeito destacou a luta de Campo Largo para conquistar esta obra e agradeceu o empenho dos diretores da Cohapar, da Caixa Econômica Federal e dos servidores da Prefeitura Municipal, que em tempo recorde acertaram a documentação e apresentaram no Ministério das Cidades, minutos antes do fim do prazo, todo o processo pronto, para ser homologado. “Foi um desafio vencido por todos e porque Campo Largo fez a lição de casa; a Administração conquistou as certidões, sem as quais o Município não poderia receber os recursos”, explicou ele.

Marcelo Puppi lembrou, ainda, que os investimentos não param por aí e anunciou que, ao lado do Residencial Campo Largo, outro conjunto residencial de 262 casas, Faixa II, será construído em seguida para famílias com poder aquisitivo de até R$ 4 mil/mês, também já cadastradas na Cohapar.

Presentes ao evento, vereadores e secretários municipais testemunharam os primeiros movimentos das máquinas pesadas na terraplenagem da área. O vereador Darci Andreassa destacou o trabalho e a luta para a conquista dos recursos para a obra e agradeceu ao prefeito Marcelo Puppi, em seu nome e em nome dos demais vereadores, por mais este empreendimento que Campo Largo conquistou.

Notícias na mesma categoria

Quase todas as ruas do Dona Fina já receberam obras de pavimentação
Prefeitura entrega obras de pavimentação da rua Theodoro Kochinski, no Campo do Meio
Iniciadas as obras do conjunto habitacional com 416 apartamentos
Campo Largo recebe R$ 3 milhões para obras de pavimentação e equipamentos
Concluídas as obras de acesso à Rua Teodoro Kochinski