Portal da Prefeitura de Campo Largo.

Campanha contra Influenza segue no município

A gripe é uma doença causada pelo vírus da Influenza, que ocorre predominantemente nos meses mais frios do ano

Publicada em: 30/05/2018 às 17:41

Os Campolarguenses que pertencem ao público-alvo da campanha de vacinação contra a gripe têm agora até o dia 9 de junho de 2018 para procurar a vacina contra influenza nas Unidades Básicas de Saúde. Com essa medida, espera-se aumentar a taxa de cobertura vacinal, destinada aos grupos prioritários.

O anúncio foi feito pela Secretaria de Estado da Saúde por conta das dificuldades de locomoção da população devido à falta de combustível causada pelas paralisações nas estradas. Informa também que constam em seus registros das 14 mortes causadas pela gripe registradas no Estado, 11 eram pessoas a partir de 60 anos com alguma doença crônica. São pessoas mais frágeis, com menos resistência. Elas precisam se vacinar para terem menor risco de complicações caso tenham contato com o vírus.

A Secretaria Municipal de Saúde de Campo largo através de informações do Departamento de Vigilância em saúde destaca que até as 15:20 horas de hoje ( 30 de Maio de 2018) as portagens dos grupos, sendo: crianças 43.43%, trabalhadores da saúde 60.32%, Gestantes 42.7%, Puérperas 60.85%, Idosos 74.04%, Professores 53.9% com um total geral de 60.16 %, informações do SIPNI WEB . O grupo com menor índice de vacinação foram as crianças, entre seis meses e cinco anos e também as gestantes sendo uma grande preocupação na conscientização dos responsáveis e atenção maior em relação as gestantes.

É preciso que as pessoas consideradas do grupo prioritário se conscientizem da importância da vacinação e procurem as Unidades Básicas de Saúde.

A gripe é uma doença causada pelo vírus da Influenza, que ocorre predominantemente nos meses mais frios do ano. Os principais sintomas são: febre alta, tosse seca, dor de garganta, dor de cabeça, dores musculares, cansaço.

A transmissão ocorre por secreções de vias respiratórias de pessoas contaminadas ao falar, tossir, espirrar. E também pelas mãos, em contato com superfícies recém-contaminadas por secreções respiratórias, pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos e nariz.

Grupos prioritários para a vacinação

A vacinação nas UBS é destinada a grupos considerados prioritários, definidos pelo Ministério da Saúde, dos quais fazem parte indivíduos com 60 anos de idade ou mais, trabalhadores da área de saúde, povos indígenas, crianças na faixa etária de seis meses a quatro anos, 11 meses e 29 dias, gestantes em qualquer idade gestacional, puérperas (mulheres com até 45 dias após o parto), população privada de liberdade, professores da rede pública e privada, funcionários do sistema prisional e grupos de portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, com apresentação de prescrição médica, com o CID da doença; para esta última categoria, é necessária a apresentação de prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina, sendo obrigatória sua apresentação no ato da vacinação. Para os professores, também é necessário apresentar um documento comprovando a profissão (contra-cheque, carteira de trabalho e/ou declaração da instituição de vínculo).

Notícias na mesma categoria

Vocês sabe o que são boas práticas na manipulação de alimentos?
Última Chamada para Vacinação contra Influenza (Gripe)
Divulgado Gabarito do Processo Seletivo Simplificado para contratação de Médicos
Campanha contra Influenza segue no município
Secretaria de Saúde abre chamamento para COAPES